Semente Missionária

chamada50

SEMENTE MISSIONÁRIA
Mateus 13:3-8.

A parábola do semeador que Jesus contou, pode retratar o trabalho de um missionário que foi motivado por paixão, sonhos pessoais e que se sentiu comissionado. “Eis que o semeador saiu a semear”. “Semear”, no grego speiro: estender, espalhar, disseminar. Demonstra exatamente a idéia de um ato dinâmico, ou seja, evangelizar, pregar, fazer missão, levar a palavra de Deus.

Ao fazermos uma analogia percebemos a similaridade de sentimentos e ações dos deveres e direitos que estão presentes na vida de ambos (semeador e missionário). Por mais otimista que seja o missionário e cheio de fé, ele sabe que encontrará dificuldades no trabalho da semeadura. Já no período da preparação no seminário, muitas mudanças serão necessárias antes de ir ao campo. Ele terá que ter plena consciência e flexibilidade para se adaptar ao local, pessoas, cultura e a própria resistência que sofrerá por parte dos mais variados obstáculos que virão.

Importante também a realização de uma reflexão relacionada à metáfora aplicada por Jesus no tocante aos tipos de pessoas que ouvirão a mensagem e quais serão as suas reações. Mesmo que se usem metodologias e técnicas nas abordagens, é preciso fazer uma leitura antecipada dos ouvintes que pretendemos alcançar. Ao termos esta revelação talvez tenhamos um impacto menor  quanto a expectativa dos resultados, pois precisaremos ser mais  realistas e menos sentimentais afim de não sermos surpreendidos e frustrados. Acima de tudo precisamos ter plena consciência de que somos meros instrumentos à disposição do Mestre, e de que é o Espírito Santo quem faz a Obra e opera o convencimento no coração dos homens (Jo. 16:8).

Por isso, para não desperdiçarmos muito do nosso tempo e trabalho, teremos que usar todas as ferramentas que Deus colocar em nossas mãos e contar com a ajuda do Espírito Santo. Nesta parceria teremos uma boa colheita, vs. 8: grãos que rendem cem, outros sessenta, outros trinta por um.

Quando se tem o exemplo dos tipos de terrenos (pessoas): vs. 4, quando semeava, uma parte da semente caiu à beira do caminho; vs. 5, nos lugares pedregosos; vs. 7, entre os espinhos; vs. 8, na boa terra, não nos deixaremos abater pelos “inimigos”: aves, pedras, espinhos ou qualquer circunstância adversa.

Existem desafios sim! Todavia o que leva a preciosa semente andando e chorando colherá grandes frutos ( Sl. 126.3). Um planta, outro rega, mas Deus dá o crescimento (I Co. 7:3). A seara, na verdade, é grande, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da seara, que envie trabalhadores para a sua seara (Mt 9:37-38). Erguei os vossos olhos e contemplai esses campos, que estão brancos para a ceifa (Jo. 4:35).

 

Por Luiz Carlos e Ângela Kazmirski
(
http://luizeangela.blogspot.com.br/)